A Sociedade de Transportes Coletivos do Porto lamentou o incumprimento dos serviços mínimos decretados para a greve de 24 horas, adiantando que piquetes impediram esta manhã alguns autocarros e motoristas de trabalhar.

“Infelizmente [os serviços mínimos] não foram cumpridos, porque alguns piquetes de greve impediram a saída de alguns autocarros e de motoristas para trabalhar”, afirmou à Lusa fonte da empresa pública de transporte rodoviário de passageiros.

O dirigente do Sindicato dos Motoristas do Norte Jorge Costa disse esta manhã que a greve de 24 horas dos trabalhadores da STCP está a registar adesão total e que nem os nem os serviços mínimos estão a ser cumpridos.