O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) informou esta sexta-feira que vai alargar o horário de funcionamento a partir de sábado, exclusivamente para resolver os casos de emissão das cartas de condução que estão em atraso.

De acordo com o IMT, o horário excecional compreende o alargamento do período de funcionamento nos dias úteis e a abertura aos sábados a partir de dia 21 de março em todas as delegações, exceto no Algarve, onde o novo horário terá início apenas no dia 28 de março.

O horário alargado em todas as 18 instalações do IMT, incluindo direções regionais e delegações, servirá «exclusivamente para a resolução de cartas de condução em atraso», acrescentou.

Nos dias úteis, o alargamento de horário será entre as 16:00 e as 18:00 em todas as delegações, exceto em Lisboa, Setúbal e Portalegre, onde o alargamento se estende apenas até às 17:00, e em Évora e Beja (até às 17:30).
Aos sábados, as delegações abrirão às 09:00 e estarão abertas até às 16:00, exceto em Leiria, Évora, Beja, Portalegre e Faro (até às 13:00) e em Lisboa, onde funcionarão até às 19:00.

Com esta medida, o IMT pretende diminuir o tempo de espera nas suas delegações e acelerar a renovação de cartas de condução.

Na passada quarta-feira, o presidente do IMT, João Carvalho, confirmou à Lusa que há cerca de 280 mil cartas de condução atrasadas, adiantando que são sobretudo cartas de 2014 e 2013, mais de 80% das quais da Grande Lisboa.

João Carvalho revelou que o novo sistema para revalidação de cartas de condução entrará em «velocidade cruzeiro» na próxima semana.

De acordo com o responsável, atualmente é necessário uma média de 55 dias para revalidação dos títulos, o que «passará para um máximo de uma semana» com o Sistema de Obtenção Fiável de Imagem e Assinatura (SOFIA), que já entrou em vigor nalguns locais mas não ainda em todas as delegações do IMT.