Uma multinacional galega, especializada em serigrafia para o setor automóvel, vai investir 2,5 milhões de euros numa unidade em Paredes de Coura que vai criar meia centena de postos de trabalho, anunciou hoje a autarquia local.

Em comunicado, a Câmara de Paredes de Coura adiantou que a empresa, "considerada uma das maiores unidades de serigrafia da Europa" vai construir uma unidade industrial com 1.200 metros quadrados" para produzir "peças de aspeto e peças funcionais para o setor automóvel".

De acordo com aquela autarquia do Alto Minho, o grupo Valver, que detém unidades em Mos, na Galiza, em Medellín, Colômbia, e em Portugal, produz componentes para as principais marcas de automóveis "onde se incluem a PSA, FCA, Volkswagen e Renault-Nissan".

O administrador do grupo galego, Carlos Vacarce, citado naquela nota, destacou que "na Europa há poucas unidades desta envergadura", e realçou a necessidade de "ser concretizada a construção da nova acessibilidade ao parque industrial de Formariz", onde vai ficar instalada a nova unidade.

"Seria muito importante para nós e para os clientes. Paredes de Coura e o turismo ganhariam com novos acessos", frisou.

Há vários anos que a autarquia de Paredes Coura vem reclamando "melhores acessos às zonas industriais" do concelho já que "as atuais acessibilidades estão desenhadas para uma realidade com mais de 60 anos, com um traçado estreito e sinuoso, muito pouco aconselhável à circulação de camiões TIR, e veículos de transportes de mercadorias".

Em causa está a criação de um acesso rodoviário, com cerca de cinco quilómetros de extensão para ligar o parque empresarial de Formariz à A3, (nó de Sapardos - Vila Nova de Cerveira).

Segundo números avançados em dezembro de 2015 pela Câmara de Paredes de Coura as empresas atualmente a laborar nos parques industriais de Castanheira e Formariz, sobretudo dos setores automóvel e do calçado, empregam mais de 20% dos 9.198 habitantes do concelho.

Além da nova unidade, e segundo o presidente da Câmara, Vítor Paulo Pereira, também citado no na nota de imprensa, "existem outros investimentos já em fase de pré implantação que brevemente serão públicos e que são potenciados pela dinâmica do município".