A EDP mandatou a StormHarbour e o Banco Santander Totta para avançar com uma operação de titularização de défice tarifário relativo a 2018, anunciou hoje a elétrica liderada por António Mexia.

Em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a EDP informou que "a StormHarbour foi mandatada para atuar como 'sole arranger' e 'joint lead manager' e o Banco Santander Totta, S.A. foi mandatado como 'joint lead manager', da transação Volta VI, uma operação de titularização de créditos detidos pela EDP Serviço Universal, S.A. relativos ao diferimento, pelo período de cinco anos, da recuperação do sobrecusto de 2018 (incluindo ajustamentos de 2016 e 2017) com a aquisição de energia aos produtores em regime especial".

A EDP adianta que "em breve" serão iniciados contactos com investidores qualificados.

A EDP Serviço Universal, comercializador de último recurso do sistema elétrico português, é detida a 100% pelo grupo EDP.