O gigante tecnológico Google anunciou esta sexta-feira que transferiu todos os engenheiros que trabalhavam na Rússia para fora do país, não dando explicações sobre a mudança, que acontece depois da aprovação de legislação sobre controlo da internet no país.

De acordo com um comunicado da Google citado pela France Presse, o grupo californiano confirmou a notícia avançada pelo site de informação tecnológica 'The Information' sobre a saída dos engenheiros, e garantiu que ficará uma equipa no país para ajudar os utilizadores de um dos sites mais vistos no mundo.

De acordo com a AFP, os meios de comunicação russos ligam a saída dos engenheiros da Google do país à aprovação, no verão, de legislação sobre o reforço do controlo das autoridades sobre a internet, nomeadamente a parte em que obriga as empresas tecnológicas a guardarem os dados dos utilizadores durante dois anos.

Uma fonte não identificada citada pela AFP afirmou que a decisão não afetou apenas a Rússia, lembrando que nos últimos anos também vários engenheiros da Google saíram da Suécia, Finlândia e Noruega, e que a Google até planeia aumentar os investimentos na Rússia durante o próximo ano.