O HSBC vai pagar as autoridades suíças 40 milhões de francos suíços (cerca de 38 milhões de euros), num acordo que encerra a investigação a alegadas práticas de lavagem de dinheiro na filial suíça do banco.

A instituição, citada pela Reuters, sublinha que o pagamento serve para compensar as autoridades por falhas organizacionais passadas e acrescenta que não haverá lugar a queixa-crime.

A filial suíça do HSB tem estado debaixo de fogo desde fevereiro, depois de o ex-funcionário do banco, Hérvé Falciani ter denunciado que o banco ajudava os clientes a fugir ao Fisco.

A informação divulgada, na sequência de uma investigação batizada Swissleaks, diz respeito a contas no valor de mais de 100.000 milhões de dólares de 106.000 clientes de 203 países. 

O banco pediu desculpa aos clientes e investidores, garantido que as práticas do passado não são as mesmas de hoje. E sublinha que o Ministério Público suíço reconhece os progressos que o banco fez entretanto.