As exportações alemãs caíram inesperadamente em julho, registando a maior descida em quase um ano, enquanto as importações também derraparam, de acordo com dados divulgados oficiais desta sexta-feira. Este é mais um sinal de que a maior economia da Europa começou o terceiro trimestre com pouca força.

As exportações caíram 2,6% em julho.  Uma queda que acontece após a revisão em baixa para 0,2% em junho e se situa abaixo da previsão dos economistas contatados pela Reuters que apontava para um crescimento de 0,25% em julho.

Também as importações, ajustadas sazonalmente, recuaram 0,7%, mais fraco do que a previsão de economistas consultados pela Reuters, que esperavam um crescimento de 0,8%.

A queda surpreendente nas exportações reduziu o superávit comercial ajustado sazonalmente para 19.400 milhões de euros, face a um valor revisto em baixa de ​​21.400 milhões em junho.