O número de beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI) atingiu os 211.166 em maio, um número que se manteve praticamente inalterado face ao mês anterior, segundo as últimas estatísticas do Instituto da Segurança Social.

Os dados do ISS, atualizados a 01 de junho e publicados no ‘site’ da Segurança Social, adiantam que em maio 211.266 pessoas receberam esta prestação social, menos 54 relativamente ao mês de abril (211.220)

Comparando com o período homólogo de 2014, registou-se uma quebra de 4,4%, com 9.324 beneficiários a perderam o direito a esta prestação social num ano.

Segundo os dados, em maio de 2014, existiam 220.490 beneficiários, número que caiu para 211.166 um ano depois, o que representou uma quebra de 4,4%.

A maior parte dos beneficiários reside no distrito do Porto (60.411), seguido do distrito de Lisboa (38.097), dos Açores (18.066) e do distrito de Setúbal (17.636).

De acordo com os dados da Segurança Social, o número de famílias com direito ao RSI subiu ligeiramente em maio face ao mês de abril, com mais 307 famílias a receberem este apoio.

Os dados indicam que em abril 92.807 famílias receberam esta prestação social, número que subiu para 93.114 em maio, um aumento de 0,3%.

Mas, comparando com maio de 2014, houve 1.090 famílias que perderam o direito ao Rendimento de Inserção Social, uma diminuição de 1,17%.

As famílias estão maioritariamente concentradas nos distritos do Porto (26.794), Lisboa (16.893) e Setúbal (7.996) e nos Açores (6.038).

O valor médio recebido por cada beneficiário em maio do ano passado fixou-se nos 93,24 euros e por família em 215,30 euros.