O Bank of America vai pagar 16,65 mil milhões de dólares (12,5 mil milhões de euros) para fechar uma investigação do Departamento de Justiça dos Estados Unidos ao procedimento do banco na concessão de crédito à habitação antes da crise financeira.

Segundo o departamento de Justiça norte-americano, esta é a multa mais pesada aplicada a um banco na sequência da crise que começou em 2008.

O acordo entre a instituição e as autoridades norte-americanas inclui uma multa de 5 mil milhões de dólares (3,8 milhões de euros).

As negociações começaram em março, estavam num impasse. O Departamento de Justiça acusa a instituição de ter comercializado antes da crise produtos garantidos por créditos imobiliários de fraca qualidade, que geraram fortes prejuízos para os investidores que os adquiriram.

Esta multa é a mais alta alguma vez aplicada a uma instituição financeira. O recorde pertence ao JPMorgan Chase, que aceitou pagar 13 milhões de dólares (9,8 milhões de euros) em novembro para evitar processos judiciais.