O Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado e de Entidades com Fins Públicos (STE) e mais cinco sindicatos propuseram esta terça-feira ao Governo a reposição gradual em 2015 da totalidade dos cortes salariais e a eliminação da sobretaxa do IRS.

Em conferência de imprensa, a frente sindical, composta por seis sindicatos, dos quais dois da UGT, entregou também ao Governo propostas para o descongelamento das progressões na carreira e uma atualização do subsídio de refeição para cinco euros.

As pensões da Caixa Geral de Aposentações e Segurança Social devem aumentar em «pelo menos um por cento», propõem os sindicatos, que também querem a eliminação definitiva da Contribuição Extraordinária de Solidariedade.