O Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado (STE) considera que as negociações entre o Governo e os sindicatos da função pública sobre as novas regras trabalho em funções públicas devem ser suspensas, devido à crise política.

À entrada de uma reunião, a primeira da nova ronda negocial, Helena Rodrigues, do STE, afirmou aos jornalistas que, apesar de estarmos «perante um Governo legítimo, eleito de forma correta, em regras democráticas, não sabemos se o Governo tem legitimidade para conduzir este processo negocial».

Lembrando que a proposta do Governo «traz grandes perdas para os trabalhadores», helena Rodrigues defende que é preciso «muita serenidade e confiança para este processo negocial» pelo que, «neste momento, este processo devia ser suspenso. Não faz sentido neste momento estar a fazer este processo negocial».