O presidente do Conselho Económico e Social (CES), José Silva Peneda, manifestou-se esta sexta-feira «otimista» que a decisão do Governo relativa ao aumento salário mínimo nacional seja tomada «mais semana, menos semana».

IRS: Silva Peneda defende abatimento progressivo da sobretaxa

De acordo com Silva Peneda, na próxima semana haverá uma reunião do grupo de trabalho relativo a esta matéria e, depois disso, estarão reunidas as condições para o Governo se pronunciar.

«O Governo pode quando quiser resolver o problema», referiu o responsável, afirmando estar «otimista» de que a atualização do salário mínimo irá acontecer, «falta saber é quanto», escreve a Lusa.

«Creio que mais semana, menos semana o assunto ficará resolvido», disse.

Na terça-feira, o ministro do Emprego, da Solidariedade e Segurança Social, Pedro Mota Soares, reconheceu aos jornalistas a necessidade de aumentar o salário mínimo nacional, mas remeteu os pormenores da atualização desta remuneração para a mesa das negociações.

«É muito clara para o Governo a necessidade de atualização, que antes não foi possível devido ao Programa de Assistência Económica e Financeira, mas hoje a situação já é diferente», disse Pedro Mota Soares, no final de uma reunião de concertação social.

O aumento do salário mínimo nacional não fazia parte da ordem de trabalhos da reunião de concertação social de hoje mas as duas centrais sindicais colocaram o assunto à discussão e reafirmaram a necessidade de um aumento imediato.

Em resposta o Governo marcou uma reunião do grupo de trabalho do SMN para dia 17.