O banco espanhol BBVA obteve até setembro lucros líquidos de 3.077 milhões de euros, mais 85,8% do que nos primeiros nove meses de 2012, informou hoje a entidade à Comissão Nacional do Mercado de Valores (CNMV).

Durante o terceiro trimestre, o BBVA explica ter levado a cabo um rigoroso exercício de reclassificação de 3.864 milhões de euros de créditos refinanciados em Espanha, o que levou o crédito malparado do grupo - excluindo o negócio imobiliário em Espanha ¿ para os 4,6 % e o do negócio bancário em Espanha para os 6,2 %.

Para essa reclassificação, o BBVA assumiu no terceiro trimestre um cargo de 600 milhões de euros em provisões, cumprindo assim o novo regulamento imposto pelo Banco de Espanha.

A margem de juros, que representa o que a banca ganha com a atividade de captar e emprestar dinheiro, atingiu os 10.853 milhões de euros, menos 3,2% do que no período homólogo de 2012.

Em linha com o que está a ocorrer no resto de entidades que já têm apresentado os seus resultados, também os rendimentos de BBVA se apoiaram muito nos resultados de operações financeiras (ROF), que disparam 71%, para os 1.918 milhões.