Os senhorios comunicaram 644,96 mil contratos de arrendamento até 31 de dezembro, no valor de 37,2 milhões de euros.

Os dados facultados pelo Ministério das Finanças ao Diário Económico representam 3,9 milhões de recibos de renda eletrónicos enviados à Autoridade Tributária e Aduaneira.

Os senhorios tinham até 31 de Dezembro para emitir os recibos eletrónicos de renda e quem não o fez fica agora sujeito a uma coima que varia entre os 150 e os 3.750 euros.

Estão em causa os contratos celebrados a partir de Abril de 2015, mas também contratos antigos, embora estes tenham apenas de comunicar ao Fisco os elementos mínimos do contrato.