A Infraestruturas de Portugal (IP) informou este sábado que melhorou o índice de qualidade da infraestrutura ferroviária em 2015, que ficou nos 93,6% no final do ano, acima dos 91,6% verificados em 2014.

Este indicador, que é usado a nível internacional, "designa a percentagem de rede ferroviária que não necessita de reparação imediata especial além das ações manutenção", segundo explicou a IP.

Em comunicado, a empresa justifica este desempenho com o investimento de cerca de 25 milhões de euros em manutenção de longa duração em 2015, ou seja, "o dobro dos valores investidos nos anos anteriores, o que permitiu a melhoria significativa de diversas situações que penalizavam a circulação ferroviária regular".

Em 2015, o índice médio de pontualidade da circulação serviços ferroviários urbanos de Lisboa, Porto e Coimbra é de cerca de 90% e os restantes 10% dos comboios urbanos circulam com um atraso médio de pouco mais de um minuto.

A IP adianta que a melhoria mais relevante nesta matéria "regista-se na disponibilidade de serviço da infraestrutura ferroviária para a circulação dos comboios de longo curso".

Nos intercidades, houve um aumento do indicador da pontualidade média, passou nos 68% em 2014 para os 77% em 2015, sendo que os restantes 23% dos comboios intercidades apresentam um atraso médio de quatro minutos e 42 segundos.

Já nos comboios Alfa Pendulares, a pontualidade média passou dos 75% em 2014 para os 79% no ano passado e os restantes 21% dos comboios circularam com um atraso médio de dois minutos e 54 segundos.

A pontualidade dos comboios urbanos é medida a três minutos, ou seja, é considerado como atraso todos comboios que circulem com uma demora superior aos três minutos em relação à tabela.

No caso dos comboios Alfa e Intercidades, consideram-se como atrasados os que circulem com uma demora superior a cinco minutos face ao previsto.

Os transportes de mercadorias registaram uma melhoria na pontualidade, que subiu dos 72% em 2014 para os 80% em 2015, o que a IP justifica com "a melhoria dos níveis de eficiência".