O lucro atribuível à Jerónimo Martins caiu 21,1% no ano passado, face a igual período de 2013, para 302 milhões de euros, anunciou esta quarta-feira a empresa que é dona do Pingo Doce.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Jerónimo Martins adianta que as vendas consolidadas subiram 7,2% para 12.680 milhões de euros.

O resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) recuou 5,6% para 733 milhões de euros, enquanto o resultado operacional (EBIT) desceu 13,5% para 457 milhões de euros.

No mesmo comunicado a Jerónimo Martins anunciou que vai propor o pagamento de um dividendo bruto de 0,245 euros por ação, num total de 153,9 milhões de euros, relativo ao exercício do ano passado.

«Tendo em conta o resultado do ano e em linha com a política de dividendos do grupo, o Conselho de Administração irá propor a distribuição de 153.966.383,90 euros na próxima assembleia-geral de acionistas.»


Esta proposta representa um pagamento de um dividendo bruto de 0,245 euros por ação, «excluindo-se as ações próprias em carteira, com o correspondente 'dividend yield' a atingir 2,24% face à cotação média de 2014, que foi de 10,94 euros», explica a empresa liderada por Pedro Soares dos Santos.