O Governo vai decidir em Conselho de Ministros, a 28 de maio, se escolhe um comprador para a TAP ou se avança para uma fase de negociação com dois ou mais candidatos, escreve o Diário Económico.

David Neeleman, Germán Efromovich e Miguel Pais do Amaral são os candidatos à compra da TAP. As propostas chegaram na sexta-feira à Parpública, estando agora em aberto a criação de uma shortlist com apenas dois candidatos.

Um dos três deverá ser excluído já com base nos relatórios de avaliação produzidos pela administração da transportadora aérea e pela Parpública.

O Governo contratou entretanto uma sociedade de advogados estrangeira para avaliar se as ofertas cumprem as regras da união europeia, em particular a proposta de David Neeleman , que tem que respeitar a proibição de investidores não europeus controlarem companhias de aviação da União Europeia.

A expetativa do Executivo é que se possa avançar para a assinatura do contrato promessa de compra e venda da TAP até ao final de junho.

Depois, é preciso esperar ainda pela luz verde dos reguladores da concorrência e da aviação para que o negócio se concretize, o que poderá acontecer apenas no final do ano.