Quase 1,2 milhões de crianças tiveram direito a receber abono de família no mês de agosto, menos cerca de 3.500 do que em julho e menos 43.469 do que no período homólogo, segundo dados do Instituto da Segurança Social.

Com base nos dados mais recentes do Instituto da Segurança Social, atualizados a 01 de setembro, no mês de agosto houve 1.178.088 crianças a receber abono de família.

Significa isto que menos 3.593 receberam esta prestação social em comparação com as 1.181.681 que tiveram direito em julho.

Olhando para o período homólogo, a quebra é bastante mais acentuada, já que em agosto de 2013 havia 1.221.557 crianças a receberem abono. Quer isso dizer que, nos últimos doze meses, 43.464 crianças ficaram sem abono de família, ou seja, uma descida de 3,55%.

Na distribuição geográfica, a maior parte das crianças que recebe abono de família está no distrito do Lisboa (240.444), logo seguido do Porto (238.952) e Braga (118.233).

Já no que diz respeito ao número de crianças que pediu para receber abono de família, o número chega às 796.954 em agosto, menos 1.865 do que em julho e menos 18.340 do que em agosto de 2013.

O montante do abono de família a atribuir é calculado em função da idade da criança ou jovem, da composição do agregado familiar e do nível de rendimentos de referência do agregado familiar.

O valor apurado insere-se em escalões de rendimentos estabelecidos com base no Indexante dos Apoios Sociais.

No caso dos subsídios de desemprego, em agosto o Estado atribuiu 318 mil prestações, deixando sem estes apoios mais de 406 mil desempregados.

De acordo com os últimos números disponibilizados na página da Segurança Social, em agosto existiam 318.333 beneficiários de prestações de desemprego, menos 4.732 indivíduos face a julho, e o equivalente a 43% do último número total de desempregados contabilizados pelo Eurostat.

RSI «acaba» para 45 mil beneficiários

No caso do Rendimento Social de Inserção, quase 45 mil pessoas perderam o direito a receber a prestação entre agosto de 2013 e agosto de 2014, havendo atualmente quase 213 mil beneficiários.

Segundo dados da Segurança Social, existiam em agosto 212.659 beneficiários do Rendimento Social de Inserção, menos 44.859 do que em agosto de 2013, quando o número chegava aos 257.518.

Comparando com o mês de julho há igualmente uma quebra, no caso de 4.425 pessoas, o que representa uma descida de 2%.