A inflação homóloga de Portugal em outubro foi a terceira mais baixa dos 34 Estados membros da OCDE, com -0,3%, só ultrapassada pelos -2% da Grécia e -0,3% da Suíça.

Segundo os dados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), além de Portugal, Grécia e Suíça, a taxa de inflação homóloga em outubro também foi negativa e de -0,1% em Espanha e na Suécia.

Em relação à taxa de inflação homóloga subjacente ¿ que exclui a alteração dos preços da energia e dos alimentos ¿, Portugal também registou o terceiro valor mais baixo dos 34 Estados, já que esta foi de -0,1% em Portugal, Eslováquia e Suíça, -2,6% na Grécia e -0,3% em Espanha.

No conjunto dos 34 Estados membros da OCDE, a taxa de inflação homóloga em outubro caiu pelo quarto mês consecutivo para 1,3%, duas décimas abaixo do nível verificado em setembro e depois do pico de 2% em julho, devido sobretudo à queda dos preços da energia e da alimentação.

Em relação à taxa de inflação subjacente do conjunto dos 34 da OCDE, esta também desceu em outubro para 1,5%, depois de se ter cifrado em 1,6% em setembro.

A energia baixou sobretudo nos doze meses terminados em outubro na Hungria (-7,3 %), Bélgica (-6,1 %), Estados Unidos (-4,8 %), Suíça (-3,6 %) e Irlanda.