A taxa de desemprego na OCDE caiu em janeiro 0,1 pontos percentuais para 6,5% da população ativa face a dezembro, com Portugal a manter-se com a terceira taxa mais elevada dos países membros, com 12,2%.

Segundo os dados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), hoje divulgados, esta taxa de 6,5% equivale a 39,9 milhões de desempregados, menos nove milhões do que em janeiro de 2013, mas mais 7,4 milhões do que em abril de 2008, antes da crise.

Na zona euro, em janeiro, a taxa de desemprego desceu uma décima para os 10,3%.

Recorde-se que a taxa de desemprego manteve-se em 12,2% em janeiro. A estimativa provisória do Instituto Nacional de Estatística mostra que o valor de janeiro era igual ao apurado em dezembro de 2015.