O grupo JP Morgan passou a deter uma participação qualificada superior a dois por cento dos direitos de voto da PT, tornando-se acionista de referência, informou esta quarta-feira a empresa.

Num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), nota a Lusa, a PT indica que a alteração na participação do grupo financeiro JP Morgan decorre da aquisição de 1.022.828 ações da empresa pela JP Morgan Investment Management e de outras 163.094 ações pela JP Morgan Chase Bank, National Association.

Estas operações, realizadas no passado dia 01 de dezembro «no mercado regulamentado da Euronext Lisbon», significam que aquele investidor passou a deter «uma participação qualificada correspondente a um total de 18.082.961 ações ordinárias representativas de 2,02% do capital social da PT SGPS e dos correspondentes direitos de voto», acrescenta a operadora.

Esta participação, de acordo com o mesmo comunicado, está nas mãos de quatro sociedades distintas, nomeadamente a JP Morgan Asset Management (UK) (dona de 1,47% do capital social da PT), a JP Morgan Investment Management (0,41%) e a JP Morgan Chase Bank, National Association (0,14%).