O Governo acaba de anunciar que vai propor à Assembleia da República (AR) a nacionalização do Banco Português de Negócios (BPN).

O ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, disse no briefing, após a reunião do Conselho de ministros extraordinário que se realizou este domingo, que o Governo decidiu propor à AR a nacionalização do BPN porque o banco se encontra numa situação «muito delicada», estimando-se perdas acumuladas de 700 milhões de euros.

Teixeira dos Santos revelou que o BPN apresentou um plano de saneamento ao Banco de Portugal (BdP) que foi recusado, por se considerar que não vai no melhor interesse dos contribuintes. Assim, o Governo optou por nacionalização, numa medida que rotulam de «anómala» e «extraordinária».

O ministro anunciou ainda uma conferência de imprensa para esta tarde, conjunta com o Banco de Portugal, para dar mais pormenores sobre o projecto de nacionalização.