A proposta de Orçamento de Estado para 2014 está a ser elaborada com base em cortes na despesa de 3,6 mil milhões de euros, confirmou o ministro adjunto Miguel Poiares Maduro ao jornal «Sol».

O Conselho de Ministros esteve ontem reunido cerca de 12 horas, trabalhando na preparação do Orçamento para 2014.

O ministro garante que não existe qualquer folga e diz que não sabe de onde surgiu a ideia de que a despesa podia ser cortada em apenas dois mil milhões de euros.

O governante adianta ainda que a meta de défice é de 4%.