A WePinch, a primeira rede social que liga os protagonistas indispensáveis para se criarem empresas - promotores de negócios, profissionais e investidores - está a partir de hoje disponível na Internet e de forma gratuita.

«A WePiching (sigla em inglês que significa nós beliscamos) é um projeto inovador português que cria um ponto de encontro online entre os empreendedores, profissionais e investidores com o objetivo de criar mais emprego e empresas em Portugal e, em breve, internacionalmente», disse à Lusa Andreia Onofre, fundadora do projeto.

O conceito inovador da WePinch tem a ver com a ligação no mesmo espaço online de todo o ecossistema de criação de novas empresas, juntando todo o tipo de ideias, projetos e startup, isto é, as empresas que nas suas diferentes fases de arranque necessitam de profissionais adequados e de captar investimento.

Os promotores dos negócios podem, através da WePinch, «criar ou completar» a sua equipa de profissionais e internacionalizar as startup e empresas por via da ligação com os profissionais que residem noutros países.

«Nenhum pequeno negócio cresce ou sobrevive sem as pessoas certas e sem os recursos financeiros necessários. Queremos que neste espaço as mais de 30.000 empresas que foram criadas em 2013 em Portugal possam encontrar as suas equipas e os seus investidores», explicou Andreia Onofre à Lusa.

No fundo, «à criatividade dos empreendedores alia-se a capacidade dos recursos humanos, bem como a possibilidade de captação de investimento», reiterou, lembrando que o projeto visa «criar valor para as partes envolvidas».

Numa primeira fase, a rede social WePinch é disponibilizada em Portugal e, no primeiro trimestre deste ano, surgirá em alguns países da Europa e da América Latina, incluindo o Brasil, bem como nos Estados Unidos.

Para tal, a WePinch, desenvolvida pela Sales Engine Online (SEO), aliou-se e conta a presença desta tecnológica na América Latina.

O projeto da rede social WePinch envolve um investimento global que totalizará 500 mil euros.

A rede social, atualmente em língua portuguesa, vai mudar brevemente para inglês, fator que a ajudará na sua escalada global.

«Esta rede social dirige-se a quem tem ideias e a quem quer fazer parte de projetos maiores. A colaboração entre todos vai permitir estimular um ecossistema de projetos ¿online¿ que poderão estar na génese de micro e pequenas empresas e das startup do futuro», disse Andreia Onofre.

Portugal tem tido nos últimos anos um ecossistema crescente de jovens empresários, porém, este tem-se constituído isoladamente e em espaços físicos e eventos, pelo que a WePinch «veio colmatar esta lacuna», salientou a fundadora da rede social.

A portuguesa SEO desenvolve soluções digitais e de marketing online.

Com escritórios em Madrid, São Paulo, Bucareste, Bogotá e Luanda, a SEO gere atualmente campanhas em mais de 24 países de todo o mundo.