A linha de crédito criada pelo Governo para apoiar as empresas portuguesas que exportam para Angola já recebeu mais de 300 pedidos de adesão.

Os números foram revelados pelo ministro da Economia que se encontra em Luanda. António Pires de Lima garante que o executivo está atento às necessidades de tesouraria das empresas
 

"Se for necessário ampliar esses 500 milhões assim o faremos, ou proporemos em Conselho de Ministros."r


A linha de crédito está operacional desde o final de abril e impõe um limite máximo de 1,5 milhões de euros atribuídos a cada empresa.