A Alemanha encerrou o primeiro semestre com um excedente nas suas finanças públicas de 8.500 milhões de euros, ou 0,6% do Produto Interno Bruto (PIB), segundo dados provisórios do gabinete alemão de estatísticas (Destatis), publicados esta sexta-feira.

Em comunicado, o organismo relaciona a saúde das contas do Estado alemão, dos «Länder» (estados federados), das corporações locais e da Segurança Social com o bom desempenho do mercado laboral e com as estáveis perspetivas económicas, noticia a agência Efe.

Segundo os dados, o Estado federal reduziu o seu défice financeiros no primeiro semestre em 6.000 milhões de euros em relação ao mesmo período do ano anterior, para 2.200 milhões de euros, enquanto os estados federados conseguiram um excedente de 1.200 milhões de euros, as cidades de 5.300 milhões de euros e a Segurança Social de 4.300 milhões de euros.