O continente africano deverá crescer 3,7% este ano e 4,5% em 2017, prevê o relatório African Economic Outlook (AEO), que foi divulgado esta segunda-feira, na capital da Zâmbia, pelo Banco de Desenvolvimento Africano, Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico e pelas Nações Unidas.

Os números apresentados estão dependentes da evolução da economia mundial e da recuperação gradual dos preços das matérias-primas.

África tem "um bom desempenho no que diz respeito às perspetivas sociais, económicas e de governação e tem um futuro encorajador para o futuro a curto prazo", perspetiva o documento.

No ano passado, a economia africana cresceu 3,6%, acima da média mundial de 3,1% e mais do dobro da zona euro.