O volume de concursos de empreitadas de obras públicas promovidos aumentou em julho para 137 milhões de euros, o melhor registo observado desde novembro de 2014, foi hoje anunciado.

No entanto, o Barómetro das Obras Públicas da Associação dos Industriais de Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN), revela que “apesar de se tratar do melhor registo mensal ocorrido desde novembro de 2014, em termos homólogos, o total das obras promovidas regista ainda uma queda acumulada de 31%, situando-se em 716 milhões de euros, que compara com 38% apurados no final de junho”.

Já os contratos celebrados e reportados no Observatório das Obras Públicas, até julho, revelaram uma queda de 37% para 580 milhões de euros.



Os contratos celebrados em resultado de ajustes diretos, por sua vez, totalizaram 211 milhões de euros, menos 1% que no período homólogo do ano passado.

Por sua vez, os contratos celebrados em resultado de concursos públicos, atingiram 344 milhões de euros, isto é, menos 47%.
 

“Note-se ainda que este valor corresponde a apenas 48% do volume de concursos promovidos em igual período, percentual que é muito inferior aos 64% registados em julho do ano passado, ou aos 72%, no final de 2014”


Desde o início deste ano, o total dos concursos públicos que foram objeto de celebração de contrato "não atingiram sequer metade do total de anúncios publicados em igual período", conclui.