O ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, garantiu hoje que as empresas públicas de comunicação social, RTP e Agência Lusa, não terão problemas de financiamento, que o Governo «está a trabalhar» a questão e «há soluções».

O presidente da administração da RTP, Alberto da Ponte, apontou no início do mês a data de hoje, 20 de setembro, como limite para fechar com o Governo o dossier do financiamento da estação, explicando que a empresa precisa de 20 milhões de euros para suportar o serviço internacional ¿ RTP Internacional e RTP África ¿ e o arquivo.

O gestor garantiu ainda, em entrevista à Antena 1 e ao Diário Económico, estar em condições de pagar aos trabalhadores os subsídios de natal, mas não escondeu a previsão de problemas de tesouraria no próximo ano.

«A administração da RTP sabe que estamos a trabalhar e há soluções. A RTP não terá problemas de financiamento», garantiu hoje Poiares Maduro, que estendeu a mesma garantia à Agência Lusa.

«Nós estamos a trabalhar com as administrações, quer da Lusa quer da RTP, e estamos a encontrar todas as soluções, para que essas empresas não tenham problemas», declarou o ministro.

Já sobre os planos do Governo para a RTP, que o ministro com a tutela da pasta da comunicação social designa como o «roteiro para o futuro da RTP», bem como os pormenores do contrato de concessão de serviço público, Poiares Maduro reiterou o compromisso já assumido publicamente de apenas os apresentar «em primeiro lugar na Assembleia da República, aos deputados, e igualmente também aos trabalhadores da empresa».