A Malaysia Airlines está a planear despedir um quarto dos 20 mil funcionários da companhia aérea, no âmbito de um plano de reestruturação que será revelado ainda esta semana, revela a Reuters.

Para além do despedimento dos funcionários, entre os 5 mil e os 6 mil, a transportadora também vai reduzir as rotas.

A apresentação de resultados da empresa está marcada para 28 de agosto, mas espera-se um avolumar de perdas, devido aos incidentes com dois aviões. Primeiro, desaparecimento (ainda por explicar)do voo MH370, em março, que levou a companhia aérea ao seu pior desempenho trimestral em dois anos.

Depois, a 17 de julho, quando o voo MH17 foi abatido sobre a Ucrânia, matando todas as 298 pessoas a bordo.

O fundo estatal Khazanah Nasional da Malásia, que detém 69,37% da companhia aérea, deverá anunciar o plano de reestruturação no mesmo dia da apresentação de resultados.