O lucro da petrolífera britânica BP caiu 80% no primeiro trimestre, para 3.528 milhões de dólares (2.544 milhões de euros), penalizado pela ausência de resultados extraordinários, anunciou hoje a empresa.

Nos primeiros três meses de 2013 o lucro tinha sido de 16.863 milhões de dólares, impulsionado pelo encaixe de 12.500 milhões de dólares com a venda da participação de quase 20% na joint venture russa TNK-BP.

De janeiro a março de 2014, o lucro ajustado das perdas e ganhos com stocks foi de 3.225 milhões de dólares, acima dos 2.800 milhões de dólares do trimestre anterior, mas abaixo dos 4.215 milhões de dólares do primeiro trimestre de 2013.

O cash flow operacional somou 8.200 milhões de dólares, tendo a BP anunciado que vai distribuir em junho um dividendo de 0,975 dólares por ação, 8,3% acima do valor do ano passado.

«É um começo de 2014 muito sólido. O cash flow operacional foi forte no primeiro trimestre e continuamos confiantes que iremos concretizar os 10 objetivos estratégicos definidos em 2011 para 2014», afirmou o presidente executivo da BP, Bob Dudley.