O resultado líquido do Grupo Estoril-Sol cresceu 350% para 900 mil euros entre janeiro e junho, um valor que compara com os 200 mil euros registados no primeiro semestre de 2012, anunciou esta terça-feira a empresa.

A melhoria do lucro é justificado pelo Estoril-Sol com a redução dos custos operacionais, já que «as sucessivas quebras no rendimento disponível das famílias», desde o início da crise, implicaram uma contração das receitas, lê-se no comunicado disponibilizado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Os custos operacionais baixaram mais de cinco milhões de euros (de quase 93 milhões de euros em junho de 2012 para cerca de 88 milhões de euros em junho último), ao passo que as receitas operacionais baixaram de 94 milhões de euros no final do primeiro semestre do ano passado para os 90 milhões de euros.

A empresa liderada por Stanley Ho informou que as receitas de jogo geradas no primeiro semestre de 2013 pelos casinos portugueses ascenderam a 134,1 milhões de euros, uma quebra de 5,2% face a igual período do ano passado.

O Estoril-Sol, que explora três dos quatro maiores casinos portugueses (Lisboa, Estoril e Póvoa do Varzim), foi responsável por 65,6% do total das receitas de jogo dos casinos portugueses, encaixando 88 milhões de euros com as mesmas, de acordo com a Lusa.