A Espírito Santo Financial Group (ESFG) teve prejuízos de 107,6 milhões de euros entre janeiro e setembro, o que compara com os lucros de 254,4 milhões de euros do mesmo período do ano passado, divulgou esta segunda-feira a holding que detém o BES, em comunicado.

No comunicado enviado à CMVM, a ESFG explica que os resultados dos primeiros nove meses de 2012, de 254,4 milhões de euros, incluíam 206,6 milhões de euros de ganhos extraordinários devido à compra, em 2012, pelo BES dos 50% que lhe faltavam na seguradora BES Vida e à reavaliação da carteira de seguros vida. Assim, diz a ESFG «em base comparável» considera-se que os resultados de 107,551 milhões de euros comparam com lucros de 47,8 milhões de euros no mesmo período do ano anterior.

Ainda nos primeiros nove meses deste ano, o resultado financeiro da ESFG cedeu 16,1% para 809,0 milhões de euros e os resultados líquidos de serviços a clientes 13,6% para 553,5 milhões de euros. O produto bancário comercial acompanhou a tendência e diminuiu 15,1%, para 1,36 mil milhões de euros.

Uma das quedas mais acentuadas deu-se nos resultados de operações financeiras, ao cederem 74,1% para 74,826 milhões de euros em setembro de 2013.

Os resultados operacionais fixaram-se em 1.933,9 milhões de euros em setembro, menos 27,5% do que há um ano.

Quanto aos custos operativos, estes aumentaram 5,5% para 2.432,2 milhões de euros, sendo que os custos com pessoal e outros gastos administrativos desceram 6,3% para 898,2 milhões de euros.

A ESFG fechou ainda setembro com um rácio de capital de 10,3%, acima do requisito mínimo de 10% segundo as regras do Banco de Portugal, e de 9,5% segundo os critérios mais restritivos da Autoridade Bancária Europeia (EBA em inglês), também neste caso acima dos 9% exigidos.