Depois de cinco semanas de protestos, o sindicato dos estivadores lançou um novo pré-aviso de greve. Os trabalhadores do Porto de Lisboa vão parar até 18 de setembro.

Até 19 de agosto os trabalhadores vão continuar a parar um hora por dia. No mês seguinte, até 18 de setembro, param sempre que trabalhadores subcontratados ocupem o lugar dos estivadores que têm sido despedidos.

O líder da CGTP, Arménio Carlos, esteve esta sexta-feira no Porto de Lisboa, com os estivadores, e diz que é preciso que o Governo queira dialogar.