O lucro do banco Best subiu, em 2013, 21% face ao ano anterior, para os 10,2 milhões de euros, anunciou hoje, em comunicado, a instituição financeira.

De acordo com o banco, o total de ativos de clientes sob custódia progrediu 18%, ultrapassando os 2,3 mil milhões de euros.

«A evolução do resultado líquido para 10,2 milhões de euros coloca o ROE (Return On Equity) do Banco Best em 20%, um indicador claro da solidez para os acionistas, reforçado por uma posição confortável ao nível do rácio de transformação de depósitos em crédito nos 58%», destaca o banco liderado por Isabel Ferreira.

Para a gestora, citada no comunicado, a «estratégia diferenciadora assente na inovação, até no próprio modelo de internacionalização, e no serviço de proximidade com os clientes, ditaram os robustos rácios financeiros e a prossecução de um crescimento sustentado de 20% ao ano».

O Banco Best manteve no decorrer de 2013 uma destacada posição de liderança na comercialização de fundos de investimento estrangeiros no mercado nacional, com 35% de quota de mercado, de acordo com os últimos dados divulgados pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O banco reclama também a liderança na negociação de derivados online em Portugal, num segmento onde conseguiu alcançar uma quota de mercado de 34% em dezembro de 2013.