A gestora de fundos Apollo vai comprar a seguradora Tranquilidade.

Segundo o Jornal de Negócios, o custo da operação é de 50 milhões de euros e os pormenores do acordo já estão fechados.

Falta agora o Novo Banco assumir a titularidade da antiga seguradora do Grupo Espírito Santo para que a transação possa ser formalizada.

A gestora norte-americana vai pagar menos de um décimo do valor do crédito dos 700 milhões de euros que o BES tinha sobre o Espírito Santo Financial Group e que a Tranquilidade estava a garantir.

No âmbito da operação de venda, a seguradora portuguesa foi avaliada em cerca de 220 milhões de euros. No entanto, como o comprador não assume a dívida da seguradora, o encaixe final para o Novo Banco rondará os 50 milhões de euros.

No relatório de atividade e resultados do grupo BES, relativo ao primeiro semestre do ano, pode ler-se que foram colocados 150 milhões de euros de dívida da Espírito Santo Financial Group na Tranquilidade. Será esse um dos montantes que a gestora norte-americana não irá assumir.

O Negócios adiantou entretanto que a Apollo se compromete a injetar pelo menos 150 milhões de euros na Tranquilidade, após concretizarem a compra da seguradora.