Os acionistas da Portugal Telecom (PT) aprovaram esta quinta-feira o aumento de capital necessário para a fusão com a brasileira Oi, com mais de 99% dos votos, disse hoje fonte oficial.

A reunião magna, que reuniu 60% do capital, aprovou com mais de 99% dos votos a proposta única, que representa um dos últimos passos para a concretização da fusão entre as duas empresas.

A reunião teve início às 17:10 e ocorre depois de os acionistas no Brasil terem aprovado todos os pontos da ordem de trabalhos da assembleia-geral, dando assim início ao processo de fusão.

A fixação do preço das ações está prevista para 16 de abril.

Depois de aprovado hoje o aumento de capital pelos acionistas das duas empresas, seguir-se-ão, durante o terceiro trimestre, novas assembleias-gerais da Oi e da PT para a incorporação dos títulos na futura operadora e concretizar a fusão.

A fusão dará lugar àquela que será a maior operadora lusófona de telecomunicações e uma das 20 maiores do mundo.