O Tesouro público espanhol conseguiu esta terça-feira colocar 4,045 mil milhões de euros em títulos a seis e doze meses, acima do objetivo máximo previsto, mas a juros mais elevados do que no último leilão comparável, realizado em junho.

Dos 4,045 mil milhões de euros colocados, 1,631 milhões de euros correspondem a títulos a seis meses, com os juros a subir para os 0,968 face aos 0,85% de junho, o valor mais alto desde dezembro de 2012.

O Tesouro emitiu ainda 2,415 milhões de euros em títulos a 12 meses, com um juro médio de 1,520%, superior aos 1,423% ao leilão anterior equivalente e o valor mais alto desde fevereiro.

Esta onda de pressão acontece numa altura que a oposição pede a demissão de Mariano Rajoy, por alegado envolvimento num esquema ilícito de financiamento partidário. O primeiro-ministro recusou ontem demitir-se.