A Oferta Pública de Troca de ações da Semapa pelas da Portucel foi concluída esta terça-feira, segundo a Reuters.  A Semapa vai manter-se na Bolsa de Lisboa, porque apesar da OPT, 22% do capital da cotada ainda está disperso.

A Semapa lançou a operação em maio, com vista a comprar todas as ações e propondo uma troca de cada uma das suas ações por 3,4 ações da Portucel, visando aumentar o "free float" da subsidiária.

"(Após esta OPT) a participação qualificada imputável à Semapa na Portucel passará a ser inferior a dois-terços", referiu a Semapa, que atualmente detém 75,85 % do capital e 81% dos direitos de voto da produtora de pasta e papel Portucel.

Os analistas têm referido que esse reduzido free float da Portucel tem limitado a valorização do título, apesar da produtora de pasta e papel oferecer dividendos atrativos, apoiado num forte fluxo financeiro.

Em comunicado, a Semapa adiantou que, "considerando os resultados da Oferta a Semapa adquirirá 24.864.477 ações próprias, que serão imediatamente extintas por redução do capital social após boa liquidação da Oferta, o que deverá ocorrer no próximo dia 30 de Julho". 

Assim, o capital social da Semapa passará assim a ser de cerca de 81,6 milhões de euros, composto por 81,6 milhões de ações com o valor nominal de um euro cada uma.

A Semapa disse que esta OPT veio no seguimento da Sodim, que detém 14,3% do conglomerado, ter pedido uma Assembleia Geral extraordinária para deliberar sobre a redução do capital social da Semapa a executar através da extinção de ações próprias a adquirir por via de oferta pública.