O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI20, seguia esta quarta-feira em alta, em linha com a Europa, com os pesos pesados Jerónimo Martins e BCP a animarem as negociações.

Pelas 08:40, o PSI20 seguia a subir 0,83% para 6.373,74 pontos, com 14 empresas positivas, uma inalterada (Banif) e cinco negativas.

A liderar os ganhos seguiam as ações do BCP e da Cofina, com ganhos de 1,89%, para 0,113 euros, e 1,75%, para 0,58 euros.

Do lado dos ganhos, a Sempa e o BES lideravam com ganhos de 1,91% e 1,62% para 7,43 e 1,002 euros.

Os pesos pesados Jerónimo Martins e BCP seguiam a puxar pelos ganhos, avançando 1,42% para 14,605 euros e 0,82% para 0,111 euros.

Apesar dos resultados negativos divulgados na segunda-feira após o fecho do mercado, o presidente do BCP, Nuno Amado, disse que espera atingir o break even (ponto de balanço que define lucros ou perdas) no segundo semestre do ano que vem.

Do lado das perdas, o destaque é do Espirito Santo Financial Group e da Cofina, que seguiam a recuar 0,83% e 0,69% para 5,12 e 0,578 euros, respetivamente.

Lisboa seguia a negociar numa Europa positiva, com os investidores à espera da reunião do Banco Central Europeu (BCE), durante a qual deverá ser mantida a taxa de juro diretora nos 0,5%, bem como na divulgação das previsões económicas da Comissão Europeia.

Em Portugal, prosseguirá a época de divulgação de resultados empresariais, na quinta-feira com a REN, a Martifer e a Sonae Sierra a apresentarem as suas contas.

O euro abriu a subir no mercado de divisas de Frankfurt, a trocar-se a 1,3502 dólares, face aos 1,3482 dólares a que se trocava na terça-feira.

O barril de crude Brent para entrega em dezembro, por sua vez, abriu hoje em alta no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar nos 105,93 dólares, uma subida de 0,60 dólares face ao fecho da sessão anterior.