O PSI-20 segue a tendência de abertura, ao subir ligeiros 0,16% nos 5.698,71 pontos, puxado pela principais praças europeias.

Os investidores estão ainda a digerir as minutas da reunião de Julho da Reserva Federal dos Estados Unidos que mostraram que, por um lado a forte recuperação do mercado de trabalho pode levar a uma subida mais breve que inicialmente estimado mas, também, que o banco central precisa de mais informação antes de tomar uma decisão.

Esta quinta-feira começa a reunião anual de Jackson Hole, que reúne os líderes dos maiores bancos centrais do mundo. Para amanhã, está agendado um discurso da presidente da FED, Janet Yellen.

Milão sobe 1,3%, Madrid aprecia 0,9%, Paris ganha 0,6%, Frankfurt soma 0,4% e Londres ganha ligeiros 0,6%.

Na Bolsa de Lisboa, o ganho ligeiros está a ser suportado pela Sonae, trepa 4,4% nos 1,15 euros por ação.

Os investidores estão a reagir aos números apresentados relativos ao primeiro semestre do ano, em que a empresa triplicou os lucros e excedeu a expetativa dos analistas.

A impedir maiores ganhos está o setor da banca, com o BPI a perder 2,5%, nos 1,28 euros por ação, enquanto o BCP derrapa 3,4%, fixando o preço as ações nos 0,093 euros.

Também a PT perde 1,4%, com cada ação a valer 1,37 euros.