As principais praças financeiras da Europa abriram no vermelho, depois de cinco sessões consecutivas de ganhos. As preocupações com a China e o facto de o barril de crude estar abaixo dos 50 dólares no mercado londrino pressiona os mercados, que ainda assim seguem em baixa ligeira.

Paris e Milão deslizam 0,7%, Madrid cai 0,6%, Frankfurt desce 0,3% e Londres deprecia 0,2%.

Lisboa segue a tendência negativa, com o PSI-20 a cair 0,63% nos 5.710,21 pontos e apenas uma cotada a negociar no verde.

A pressionar segue a Pharol, que desce 2,6%, para os 0,33 euros.

No setor da banca, o BCP desliza 2,2%, nos 0,07 euros, depois do Deutsche Bank ter cortado o preço-alvo das ações para 0,06 euros. O BPI cai menos 1,2%, nos 1,03 euros por ação.

A Mota-Engil, ao perder 1,6% nos 2,37 euros está também entre as maiores perdas do índice.

No verde, a Jerónimo Martins ganha 0,1%, com cada título a cotar a 13,54 euros.