O porto de Lisboa registou em 2013 um aumento de 12% em termos de escalas de cruzeiros e de 7% em passageiros face a 2012, elevando os números absolutos para recordes daquela estrutura, anunciou esta segunda-feira a administração.

Em comunicado enviado à Lusa, o porto de Lisboa, onde esta segunda se iniciou uma greve convocada pelo Sindicato dos Estivadores, informou que, no ano passado, se registaram 353 escalas de cruzeiros, o que equivaleu a 558.040 passageiros, ou seja, «indiscutivelmente, o melhor ano de sempre da atividade de cruzeiros no porto de Lisboa».

«O ano de 2014 ficará marcado pela mudança no modelo de gestão da atividade de cruzeiros no porto de Lisboa. Assim, esta gestão passará a ser da responsabilidade de um gestor privado, através do modelo de concessão, prevendo-se um contínuo esforço da APL na promoção do seu porto, e da cidade de Lisboa como destino turístico, em articulação com o novo gestor», refere a Administração do Porto de Lisboa (APL) no mesmo comunicado.

As 353 escalas foram realizadas por 120 navios de cruzeiros, «o que constitui, também, um novo recorde já que é o maior número de sempre de navios que escalaram o porto de Lisboa».

De acordo com a administração do porto, no ano passado aquela estrutura recebeu 16 navios «em primeira escala, dos quais quatro eram novos», considerando que este dado «reforça a importância crescente que o porto da capital tem vindo a assumir na inclusão dos itinerários da nova frota dos diferentes operadores».

Em termos de tripulantes também se verificou um crescimento, para um total de 232.496, 10% acima do valor registado em 2012.