Os títulos da construtora portuguesa seguem a negociar em 2,64 euros por ação.

Ontem, em comunicado divulgado no site do regulador de mercado CMVM, a Mota Engil anunciou que vai constituir uma nova empresa com a Ardian, que passará a deter as participações da Ascendi em várias concessões.

"A Ardian investirá 300 ME na parceria, cuja concretização depende da obtenção das diversas autorizações por parte dos concedentes e financiadores", referiu a Mota Engil, no comunicado.

A nova empresa será detida a 50% por Ascendi e Ardian.