A agência de notação financeira Moody’s anunciou esta quarta-feira que deixou de classificar a Espírito Santo Financial Group por acreditar não ter informações suficientes sobre a entidade.

«A Moody's retirou a classificação porque acredita que tem informações insuficientes ou de outra forma inadequadas para suportar a manutenção do rating», escreve a agência em nota divulgada esta quarta-feira.

Já na terça-feira a Moody's tinha mantido a perspetiva negativa do setor financeiro português para os próximos 12 a 18 meses, mesmo admitindo uma revisão em baixa.

«Isto poderá resultar numa descida do rating para as seis instituições financeiras que atualmente beneficiam de um ou mais níveis, suportados pela ajuda estatal», avisou a Moody’s.

O Tribunal do Luxemburgo havia rejeitado no começo do mês os pedidos de gestão controlada do ESFG e da Espírito Santo Financière (ESFIL), empresas do grupo Espírito Santo.

Posteriormente, o ESFG informou que a intervenção do Banco de Portugal no BES e a venda da participação do ESFG na Tranquilidade foram decisivas para a rejeição dos pedidos de gestão controlada apresentados pelas holdings ESFG e ESFIL no Luxemburgo.