A Bolsa de Lisboa abriu a sessão em alta ligeira e segue a ganhar 0,11% nos 5.723,72 pontos e lidera os ganhos na Europa, num dia em que o Eurostat divulga os dados do inquérito relativo à confiança dos consumidores e dos empresários da zona euro. A expetativa é de que os índices vão cair.

Frankfurt e Londres são os únicos a negociar acima da linha de água, ainda assim a subir apenas 0,02%. Paris cai 0,2%, Milão desce 0,4% e Madrid derrapa 0,5%.

Em Lisboa, a maior subida é a dos CTT, que trepam 1,4%, nos 7,59 euros por ação. Já a Portugal Telecom ganha 0,5%, fixando o preço das ações em 1,70 euros.

Na banca, a tendência é mista: enquanto o BPI sobe 0,3%, nos 1,67 eurosd, o BCP cai 0,1%, para os 0,10 euros por ação.

Também a Galp negoceia no vermelho, ao perder 0,2%, com cada ação a valer 13,01 euros.

Fora do PSI-20, destaque para os títulos da Espírito Santo Saúde, que sobem 0,8%, com cada ação a valer já 4,91 euros. Recorde-se que na passada sexta-feira a Fidelidade subiu a oferta para os 4,82 euros por ação. Ainda assim, e como já vem sendo hábito nesta operação que tem três interessados, e três OPA concorrentes, o valor das ações continua acima de qualquer das ofertas em cima da mesa.