Os juros da dívida nacional estão a cair mais de 40 pontos base esta manhã. A taxa de referência a 10 anos regressou à casa dos 6% pela primeira vez depois da instabilidade política criada pela demissão de Vítor Gaspar e Paulo Portas.

A taxa de juro implícita na dívida a 10 anos está a cair 47,5 pontos base (p.b.) para 6,797%. Ontem chegou a negociar acima dos 7%, ainda que se tenha registado um alívio face aos 8% tocados anteontem.



Já na maturidade a 5 anos, a «yield» da dívida nacional desce 42,3 pontos base para 6,618%, no mercado secundário, enquanto a 2 anos, a descida é de 44,1 pontos base para 4,862%.



Há agora a expectativa de que o Governo português vai recuperar a estabilidade no curto prazo e continuar no actual programa de ajustamento. Ontem, Passos Coelho garantiu a continuidade do apoio do CDS-PP ao Executivo, apesar da saída do líder do partido, Paulo Portas, que apresentou a demissão na terça-feira.