O IGCP está a ponderar emitir dívida sindicada a longo prazo, possivelmente na próxima semana, revela a Reuters, citando fonte oficial do Tesouro.

A última emissão sindicada (recorrendo a um sindicato bancário) ocorreu em janeiro, quando Portugal colocou 5,5 mil milhões de euros de dívida com maturidades a 10 e 30 anos.

Portugal evita assim ter de emitir dívida em anos que apresentam valores de refinanciamento elevados.