A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) vai realizar na quarta-feira duas emissões de Bilhetes do Tesouro a três e 11 meses, com o objetivo de arrecadar até 1.000 milhões de euros.

Segundo a informação divulgada pela instituição, os leilões de dívida de curto prazo serão pelas 10:30 (hora de Lisboa) e terão como maturidades 20 de maio de 2016 e 20 de janeiro de 2017.

O objetivo destas emissões é arrecadar um “montante indicativo global entre 750 e 1.000 milhões de euros”, refere a nota da agência que gere a dívida pública.

Nos últimos dias houve um aumento das taxas de juros da dívida portuguesa no mercado secundário, um movimento que tem existido também na dívida soberana de alguns países europeus.

Esta manhã, os juros da dívida portuguesa estavam a subir a dois, cinco e dez anos, para máximos desde março de 2014, a manter a tendência iniciada a 05 de fevereiro.

Os juros da dívida portuguesa a dez anos estavam a avançar para 4,285%, no prazo de cinco anos subiam para 2,998% e a dois anos estavam a negociar nos 1,474%.