A Grécia colocou esta quarta-feira 812,5 milhões de euros em dívida a seis meses à taxa de 2,75%, acima dos 2,30% pagos na operação anterior comparável, naquele que foi o primeiro leilão do Governo liderado por Alexis Tsipras.

Segundo informou a Autoridade de Gestão da Dívida Pública grega, a procura foi de 813 milhões de euros, ou seja, 1,3 vezes superior à oferta inicial de 625 milhões de euros.

No anterior leilão, a procura tinha sido 1,58 vezes superior à oferta e foram colocados 1.625 milhões de euros a uma taxa de juro de 2,30%.

Segundo os analistas, o Estado esperava colocar 1.000 milhões de euros, montante acima do colocado.
Cerca das 11:30 em Lisboa, os juros dos títulos da dívida grega a dez anos estavam a 9,6%.